Daily Archives: April 25, 2017

Como manter a saúde mental e emocional

Para ter uma vida melhor é preciso estar com a saúde em dia. E ao falar de saúde não se deve pensar apenas numa abrangência física. O organismo humano é um todo composto por aspectos fisiológicos, mentais, emocionais e espirituais. Portanto, para estar com uma boa saúde é preciso considerar esses quatro aspectos. Hoje falaremos sobre a saúde mental e emocional e relacionar dicas para mantê-las.

De acordo com Wilfredo Rodriguez, em seu artigo “Como manter a saúde mental”, no site Saúde e Lar, afirma que saúde mental “consiste numa relação equilibrada entre as emoções (sentimentos), atitudes (pensamentos) e ações (comportamentos)”. Sendo assim, deduzimos que a mente e a emoção andam bem próximas. Muitas são as causas que podem ocasionar problemas mentais, dentre eles traumas psicológicos do passado, situações de forte desiquilíbrio emocional e também outras causas de cunho genético. Todos nós estamos passivos a ter comprometimentos mentais, assim como podemos adotar comportamentos preventivos para nos manter saudáveis, tanto no aspecto mental como emocional.

Saúde emocional não é a mesma coisa que saúde mental, mas ambas estão relacionadas, afinal, uma pessoa mentalmente doente não pode estar emocionalmente saudável. Na verdade, muitas vezes são os problemas de ordem emocional que causam as complicações mentais. Por isso é muito importante cuidar tanto de uma como de outra. Veja como a OMS (Organização Mundial de Saúde) define saúde emocional:

“Saúde emocional é um estado de bem-estar onde o indivíduo realiza suas próprias habilidades, lida com os fatores estressantes normais da vida, trabalha produtivamente e é capaz de contribuir com a sociedade.”

Algumas pessoas se encontram em estágios onde é indispensável a interferência de um profissional, mas quando não é este o caso, pode-se evitar que muitos problemas surjam no decorrer da vida. E não são atitudes difíceis. Na verdade, todos nós podemos adotá-las no dia a dia.

Melhore o pensamento

O pensamento atua como um ponto de partida. Pensamos, sentimos e depois exteriorizamos. Nossas emoções vêm do pensamento. Se alimentarmos hábitos negativos, ou melhor, pensamentos negativos, eles irão com o tempo se tornar uma realidade, seja através de palavras ou de ações. Se você quer ter saúde mental e emocional evite o negativismo.

Seja otimista

Adote pensamentos de esperança e otimismo, mesmo quando a situação não for favorável. Lembrando que este é um processo diário e que deve ser mantido em todos os segmentos, seja no lar, no trabalho ou em sociedade. Da mesma forma que acostumamos e ficamos viciados com o negativo, acontece com o positivo, basta praticar.

Faça o que gosta

É preciso ter satisfação na vida. Ela é uma emoção que faz com que a pessoa sinta bem-estar, amor por si e pelos outros. Ter um hobby, fazer uma atividade física, sair com os amigos ou com a família, todos esses são hábitos que geram satisfação e vontade de desfrutar bem os prazeres da vida.

Evite o isolamento

A solidão é uma experiência que deve ser vivida dentro dos seus limites e é necessária muita maturidade para isso. Mesmo que você goste dos seus momentos de solidão, nunca deixe ultrapassar a normalidade. Procure pessoas, faça amigos, esteja com eles, converse, se distraia.

Tenha sonhos e objetivos

Os sonhos alimentam nossa alma, nos faz ter vontade de viver e predisposição para a felicidade. Pense no que você quer conquistar, anote suas metas, estabeleça prazos. Ocupe-se com os seus sonhos e corra atrás deles.

Na verdade existem muitas formas de prevenir problemas de ordem mental e emocional. Neste artigo relacionamos o que é indispensável para o equilíbrio neste aspecto. Muitos hábitos podem ajudar como ter um animal de estimação, estabelecer um diálogo saudável em família, estudar, fazer parte de um grupo, enfim, são muitas as possibilidades e isso pode variar de acordo com cada pessoa. O que importa é ter a consciência de que o cuidado é a chave para uma boa saúde. Não dê muita importância ao que é negativo, não comprometa sua saúde alimentando raiva e ressentimentos. Lembre-se que a harmonia parte do comportamento de cada um de nós.

Orientações Gerais para Manter a Saúde em Dia

Prevenção do Câncer

Algumas pesquisas vêm comprovando que, aproximadamente, um terço das mortes por câncer está relacionado a hábitos de vida não saudáveis, como o consumo de tabaco, álcool em excesso, dietas ricas em gorduras, sedentarismo, entre outros. Abaixo selecionamos algumas dicas para você adotar algumas mudanças de atitudes, proporcionando assim qualidade de vida e bem-estar, longe do câncer:

Diga Não ao Cigarro

Você sabia que um cigarro contém mais de 4700 substâncias tóxicas? Sim, o cigarro está intimamente relacionado ao câncer de pulmão, garganta, boca e esôfago. Mais de 80% dos casos de câncer de pulmão tem direta relação com o consumo de cigarro.

Conviver com fumantes também pode lhe trazer problemas respiratórios e até mesmo algum risco de desenvolvimento de câncer.

Parar de fumar é a decisão mais importante que alguém pode tomar para proteger e cuidar da sua saúde e da saúde de quem ama. Se você só puder mudar um hábito, mude este. Pare de fumar agora mesmo.

Beba com Moderação

Uma taça de vinho pode fazer bem ao coração, mas a ingestão excessiva de bebidas alcoólicas prejudica a memória, enfraquece o sistema imunológico e aumenta a incidência de doenças hepáticas. Para as mulheres, o álcool está ligado a um risco maior de câncer de mama.

Alimentação Saudável

Para algumas pessoas, essa atitude pode até parecer uma lição bem simples já que, atualmente existe vasta informação disponível sobre o que comer, de que forma, quais as melhores opções, diet e light … ser vegetariano, comer ou não carne …

Você sabia que por ano 1/3 de todos os diagnósticos de câncer estão relacionados a uma alimentação incorreta e inadequada? Sendo assim, o que precisamos fazer para mantermos uma vida saudável longe do câncer?

Em primeiro lugar, devemos comer menos gordura, principalmente a animal. O ideal é diminuir, aos poucos, o açúcar e também o sal. Lembre-se: Nada em excesso faz bem.

Segundo lugar, é necessário comer ao menos 5 porções por dia de verduras, legumes e frutas.

Já a terceira orientação é o seguinte: Tenha sempre na sua alimentação grãos (pães e cereais) e feijão.

Exercite-se Regularmente!

A inserção do exercício na sua vida diária é fundamental. A atividade física além de contribuir com a redução do estresse, ajuda no controle e/ou manutenção do seu peso, reduzindo o risco de desenvolver câncer e outras doenças crônicas, como a pressão alta. O exercício físico ajuda a melhorar a autoestima e combate o envelhecimento precoce.

Para iniciar, basta 30 minutos por dia, 3 vezes por semana. Acredite você vai sentir diferença na sua saúde e bem-estar. Mas atenção! Antes de começar procure o seu médico de confiança, ou um cardiologista, são eles que poderão orientar melhor a quantidade e intensidade de exercícios que você poderá realizar.

Durma Bem – O Sono é Fundamental

Boas noites de sono são fundamentais para a manutenção do sistema imunológico e para ajudar a mente e o corpo se recuperarem do estresse do dia-a-dia. Verifique a densidade do colchão e a qualidade do travesseiro, se não estiverem adequados ao seu peso e sua altura pode provocar dores de cabeça e problemas na coluna.

Proteja a sua pele – Use filtro solar todos os dias!

Use filtro solar todos os dias, no mínimo fator de proteção número 15. Não importa se o dia está nublado ou a cor da sua pele, isso vale para todos: homens e mulheres, crianças e adultos.

A superexposição aos raios solares é a maior causa dos cânceres de pele, incluindo o mais sério, que é o melanoma. Observe sempre a pele de todo seu corpo, incluindo o couro cabeludo (peça para alguém lhe ajudar). Pintas escuras com bordas irregulares não são normais. Caso tenha alguma dúvida, não espere, marque uma consulta imediatamente com o médico dermatologista.

Pratique sexo seguro

O câncer de útero está relacionado ao HPV (o HPV é um vírus sexualmente transmissível). Atualmente, é crescente o número de mulheres contaminadas com o HPV (a porcentagem é de 3 em cada 4 mulheres). As mulheres infectadas com o vírus possuem um risco aumentado de desenvolver o câncer de útero.

Para as mulheres com vida sexual ativa, a melhor prevenção é a realização dos exames de rotina (ultra-som e Papanicolaou) todos os anos e principalmente não deixar de usar a camisinha. O médico que poderá solicitar esses exames para você é o ginecologista. Para os homens, o uso de camisinha é fundamental a partir do início da atividade sexual. A partir dos 50 anos, todo homem deve fazer uma visita anualmente ao médico urologista.

Controle o seu estresse

Aqui vale fazer de tudo para melhorar o seu humor.

O que faz você feliz? O que você gosta de fazer e anda esquecendo ou deixando de lado? O que está tirando sua concentração ou lhe deixando irritado?

Para controlar o estresse é importante também verificar as condições do seu trabalho: A posição da cadeira, do computador… Isso pode influenciar no seu estresse também, por isso: Cuide-se!

Outra boa forma de cuidar do estresse é cultivando as amizades…

Vocês sabiam que pessoas com uma boa rede social são mais felizes e vivem mais do que as mais solitárias? Alguns estudos científicos mostram que fazer novos amigos ajuda a diminuir os níveis de cortisol, hormônio ligado ao estresse.

Faça Exames e Controles Regularmente

Atualmente, existem muitos exames que detectam o câncer precocemente, isto é, muito importante, afinal, só assim podemos falar em cura do câncer.

Converse com o seu médico sobre quais exames são os mais aconselhados para o seu caso considerando a sua história familiar, a sua idade e estilo de vida, de forma geral, mulheres devem anualmente visitar o ginecologista, fazer a mamografia e o Papanicolaou. Já os homens, com mais de 50 anos, devem visitar o urologista anualmente.

Cuide de sua saúde você é responsável por ela.

Cuide dos seus Sentimentos

Como você tem se sentido ultimamente?

Você já se perguntou se esta feliz? Ou será que esta infeliz? Você tem se sentido deprimida ou deprimido? Se sim, você pode procurar a ajuda de um psicólogo.

Cuidar dos seus sentimentos é muito importante. Não os deixe de lado!

Mantenha uma Alimentação Saudável

É muito importante que você consiga adotar hábitos alimentares saudáveis no seu dia-a-dia. Por isso, selecionamos algumas dicas para você.

Sempre que possível, faça pequenas refeições ao longo do dia.

Mantenha intervalos regulares entre as refeições.

Mastigue bem, e lentamente, todos os alimentos.

Faça uma alimentação balanceada rica em frutas, legumes, verduras, carboidratos e proteínas.
Beba bastante líquido.

Atividade Física

Inúmeros estudos já comprovaram a eficácia da atividade física como um dos itens que ajudam na prevenção do câncer. Para iniciar sua atividade com mais segurança, consulte seu médico.

  • Escolha as atividades que você realmente goste.
  • Selecione horários e opções compatíveis com seu estilo de vida.
  • Nos primeiros meses, objetive valores como prazer, sucesso na realização das atividades, satisfação pessoal.
  • Incorpore a atividade física ao seu dia a dia: ande mais a pé, suba mais escadas, pratique mais esportes.
  • Se possível, selecione as atividades que possam ser realizadas com seus amigos ou família.

A Importância do Sono

Uma boa noite de sono é mais importante do que imaginamos. Quando dormimos bem, acordamos descansados e temos energia para lidar com as situações durante o dia. Dormir é muito significativo para a nossa qualidade de vida. Existem várias maneiras de favorecer um sono de boa qualidade, aqui estão algumas sugestões:

  • Não coma ou beba alimentos com cafeína a partir do final da tarde.
  • Se você gosta de esportes, faça os exercícios físicos de manhã ou de tarde, nunca de noite, pois o nosso corpo produz muita endorfina durante a ginástica, que nos enche de energia e não nos deixa dormir.
  • Antes de apagar completamente a luz, leia um livro ou ouça uma música que acalme, assim, você vai informando o cérebro que é hora de dormir.

15 Dicas para uma melhor saúde mental

Como podemos, ou melhor, conseguimos, manter a nossa mente saudável se a sociedade em que vivemos nos imputa cada vez mais stress, pressão e expectativas?

Reunidos no IV Congresso Nacional de Psiquiatria, que decorreu no Luso, de 25 a 28 de Novembro, alguns psiquiatras deixaram dicas para que os portugueses tenham uma melhor saúde mental…

1. Potencie o auto-conhecimento – é importante conhecer-se enquanto pessoa, percebendo as suas limitações e aceitando-as como parte do que é;

2. Viva uma vida afectiva satisfatória, privilegiando momentos de convívio com amigos e familiares;

3. Fomente a auto-estima;

4. Promova pensamentos positivos, deixe de lado o Velho do Restelo que há em si e encare a vida com um sorriso;

5. Mime-se e mime os que estão próximos de si;

6. Dê atenção ao essencial, para quê chatear-se desnecessariamente?;

7. Não crie expectativas irrealistas;

8. Potencie hábitos de vida saudável;

9. Evite o consumo de substâncias que possam causar dependência(nicotina, drogas, álcool);

10. Aprenda a relativizar situações difíceis;

11. Sempre que possível e quando se sinta em grande tensão, faça uma pausa, procurando locais tranquilos, actividades que lhe dêem prazer, estando com pessoas que lhe façam bem;

12. Não alimente comportamentos/sentimentos destrutivos. Há pessoas que tendem a ruminar continuadamente sobre factos passados que estiveram ligados a emoções negativas. Essas pessoas deveriam construir dentro de si um gavetão imaginário onde colassem esses cismas negativos e os fechassem à chave de uma vez por todas;

13. Não sofra por antecipação. Os indivíduos hiper-preocupáveis vivem amargurados com o que lhes pode vir a acontecer no futuro próximo. Muitas vezes, depois dos acontecimentos passarem, não tiveram a importância nem as consequências que receavam;

14. Pratique exercício físico com regularidade. Cerca 30 minutos, 5 vezes por semana. As caminhadas são excelentes opções;

15. Repense a sua atitude face às doenças mentais – procure informação fundamentada, desta forma prepara-se com consciência para a possibilidade de você ou alguém próximo vir a sofrer de uma doença mental. Aí já vai saber como reagir à situação.